Dinheiro gera dinheiro: 4 maneiras de começar a investir

Dinheiro gera dinheiro: 4 maneiras de começar a investir

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Começar a investir

Se você já fez uma pesquisa mínima sobre investimentos, já percebeu que deixar o dinheiro parado na poupança é pior que esconder tudo embaixo do colchão. Isso porque o rendimento nesses casos é tão baixo que você pode acabar gastando mais com as taxas bancárias do que recebendo dinheiro de fato. Por isso, a melhor solução para fazer o seu dinheiro render mais é começar a investir o mais rápido possível.

Se você não tem ideia sobre como começar a fazer isso, leia este post até o final. Preparamos um passo a passo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

1. Estude e faça um planejamento financeiro

Antes de começar a investir, é preciso entender como anda a sua saúde financeira. Isto é, colocar na ponta do lápis, ou em uma planilha, todos esses valores abaixo:

  • Receita: tudo aquilo que você recebe mensalmente, independentemente da fonte de renda. Exemplo: salário fixo e valores recebidos por trabalhos como freelancer;
  • Despesas fixas: todas as despesas que têm o mesmo valor todo mês. Exemplo: aluguel do apartamento;
  • Despesas variáveis: as despesas que você tem mensalmente, mas que não necessariamente são do mesmo valor, e que podem ser reduzidas. Exemplo: conta de luz;
  • Despesas extras: aquelas que não acontecem sempre, mas eventualmente consomem parte da sua renda e para as quais precisamos estar preparados. Exemplo: despesas médicas;
  • Despesas adicionais: aquelas que não acontecem todo mês, mas que são necessárias. Exemplo: idas ao cinema, roupas novas etc.

Com todos esses valores organizados, você conseguirá entender exatamente como os seus gastos acontecem, onde você consegue economizar e quanto dinheiro terá disponível para investir.

2. Entenda o seu perfil como investidor

Com o valor disponível para investimentos, e antes que você aplique o seu dinheiro, é preciso entender qual é o seu perfil de investidor. Isto é, se você é conservador, moderado ou mais ousado. Para cada um desses casos, existirão vantagens e desvantagens dentro da relação entre o risco e o retorno do investimento. Portanto, você deverá colocar todos esses pontos na balança e entender qual deles se encaixa melhor ao seu perfil.

Começar a investir

Esse tópico é muito importante, pois de nada adianta começar a investir e também a ter dores de cabeça de preocupação. Sentir-se seguro quanto ao seu investimento é tão importante quanto entender a sua saúde financeira.

3. Estipule o seu objetivo ao começar a investir

Outro ponto muito importante para quem quer começar a investir, é entender quais são as consequências de cada investimento. Isto é, como eles te ajudarão a conquistar o seu objetivo.  Isso porque alguns deles exigem que você não movimente a sua conta por um período de tempo. Se, por exemplo, o seu objetivo é usar o dinheiro para viajar dentro de um ano, melhor escolher aquele investimento que melhor se encaixa na sua meta.

4. Diversifique os seus investimentos

Com o valor disponível claro, perfil estabelecido e um objetivo em mente, chega a hora de colocar o dinheiro para render. Nesse caso, um fato muito importante é pensar na diversificação dos seus investimentos. Isto é, ao invés de aplicar todo o seu dinheiro em um só lugar.

Principalmente no início, quando ainda não se tem muita experiência e conhecimento, é mais interessante que você tenha várias carteiras, com riscos e resultados diferentes. Mas hoje já existem maneiras mais inteligentes de gerir seu risco de forma AntiFrágil (mais seguras e mais lucrativas). Contudo, saiba reconhecer seu nível de conhecimento no momento certo.

Dá para pensar em um investimento focado na sua aposentadoria, outro pensando em abrir seu próprio negócio nos próximos anos e um terceiro especialmente para guardar dinheiro para emergências, por exemplo.

Começar a investir é dar um passo à frente da sua estabilidade financeira. Não existe alternativa melhor para fazer o seu dinheiro render que colocá-lo onde ele multiplicará com o tempo. Mas fique atento: de nada adianta investir e esquecer o dinheiro. É preciso ficar de olho e acompanhar a evolução do mercado.

Com todas essas informações, em qual dessas etapas você acredita que está para começar a investir o seu dinheiro? Conte nos comentários!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×