Ambição: Bom ou ruim?

Ambição: Bom ou ruim?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Dentro desse assunto eu quero abordar três tópicos principais, um de cada vez.

  1. Diferença entre a ambição por realizar e a ambição puramente por dinheiro: Aquela ganância estritamente pura, a diferença entre os três tipos de pessoas que existem no mundo em termo de ambição, e também sobre a questão do dinheiro em si, que o dinheiro é um meio e não o fim, essa interpretação é muito importante para vocês. Além disso, quando a ambição é só por dinheiro você desiste nas dificuldades ou você se acomoda. Como Flávio Augusto do Experiência de Sucesso, que vendeu a Wise up. Ele mesmo falou em um vídeo do Erico Rocha, inclusive dou o crédito para os dois: “O cara que tem ambição só por dinheiro, se ele ganha o primeiro milhão dele, por exemplo, ele se acomoda, não tem nenhum motivo pra levantar do sofá e sair de casa.” Isso é péssimo para a realização e para os negócios, porque o cara passa a sonhar pequeno, ele sonha só com um número financeiro e para por isso mesmo. Não contribui para o mundo, para a sociedade e nada disso.

Os 3 tipos de pessoas que existem no mundo em relação à ganância

Existe aquela pessoa que não tem ambição nenhuma, a pessoa que tem uma ambição saudável e a pessoa que tem aquela ambição cega, aquela ganância cega.

  1. Não tem ambição nenhuma: Não tem nada de errado com isso, sinceramente, não tem problema nenhum, não vai causar mal a ninguém, mas também não vai realizar grandes coisas e soma pouco ao mundo, você não devolve muita coisa ao mundo, não tem nada de errado com isso, mas não é muito o perfil das pessoas que nós temos aqui. Isso é questão de perfil, se existissem só pessoas assim no mundo, talvez seria menos perigoso cruzar a curva da ganância cega, mas por outro lado nós não teríamos até hoje energia elétrica, carro, avião, não teria nada disso. Cuidado para vocês não confundirem com a famosa síndrome de vira-lata, que é aquelas pessoas que passam a admirar só o fudido achando que isso é humildade e simplicidade. Não tem nada a ver com humildade e simplicidade. Falta de ambição é um perfil, não tem a ver com humildade e simplicidade, inclusive se você é uma pessoa assim e julga uma pessoa que tem ambição saudável, você é o arrogante e ignorante. Não confunda com isso daqui.
  2. Ambição saudável: São as pessoas que movem o mundo, que geram empregos, alimentam famílias, desenvolvem o mundo, gera tecnologia, geram coisas saudáveis. Em minha opinião é o melhor perfil, não significa que é mais correto que outros ou não, mas é o meu perfil e o perfil aqui do AntiFrágil, das pessoas que estão aqui dentro. Mas tem um risco também, aquele risco que você está um pouco mais próximo de cruzar a curva da ganância cega, sempre tem esse risco, a gente tem que ficar muito atento com isso. Eu vou te dar três dicas para você não cruzar essa curva da ganância cega, que são:
  • Princípios inegociáveis: Que é ter honestidade, transparência, ética.
  • Ter senso de equipe: Trabalhando em união, você acaba não passando por cima de outra pessoa tendo esse senso.
  • Amor por servir: Você faz as coisas para devolver para a sociedade e não, simplesmente, por benefício próprio.

 

  • Ganância cega (mais maléfico de todos):  Que passa por cima de tudo e de todos em prol de objetivos estritamente pessoais, único e exclusivamente seu ou dos seus familiares, pessoas próximas a si. Essas pessoas, além de não somarem, na verdade eles atrasam o trabalho dos ambiciosos saudáveis, eles puxam para trás, porque gera corrupção, gera violência, gera um monte de coisa que atrasa muito o mundo. É muito melhor que você não tenha ambição do que ter essa ganância cega, se você for colocar em uma escala de melhor ou pior. São pessoas que olham para o dinheiro com o seu fim principal, seu único fim, e não o objetivo de realizar coisas e benefícios para o mundo e para a sociedade como fim principal.

 

Conceito do dinheiro em si, ele ser um meio e não objetivo final

Vou colocar para vocês no final um trecho do livro Propósito do Sri Prem Baba, que eu também sou um grande fã dele.

Ele explica muito bem esse conceito. Ele explica que o dinheiro é uma ferramenta extremamente poderosa e saudável quando usado da forma certa, ele te ajuda a chegar aos seus objetivos pessoais, na sua realização pessoal e contribuir para o mundo. O problema é que muitas vezes nós temos dificuldade de lidar com dinheiro, nós atribuímos a ele um valor maior do que ele tem de verdade, nós enxergamos o dinheiro como o fim principal, como objeto. Ele não é isso, ele é simplesmente um meio de troca, é um objeto que deve ser usado para construir grandes coisas e coisas positivas, o dinheiro em si, sozinho, ele não tem valor, ele não tem essa realização, mas a gente como ser humano costuma ter esse erro de atribuir para ele um valor diferente. Porque ele gera para nós uma confiança em vários aspectos da vida, que na verdade é uma confiança falsa, mas isso se acaba retroalimentando e gerando um valor falso para o dinheiro e uma interpretação falsa dele. Por isso nós costumamos lidar mal com dinheiro, mas quando você sabe usar ele como meio e não como fim, ele é sim extremamente saudável e positivo, consegue trazer vários benefícios para você e para a sua vida, paras as pessoas em volta e para as pessoas que você vai impactar no mundo.

Agradecimento

Um último recado meus amigos. Talvez vocês não saibam disso. Mas nós apreciamos muito a atenção que vocês dão, o tempo que vocês disponibilizam nos escutando. A mensagem positiva e produtiva, ela é muito mais difícil de espalhar, a mensagem negativa e improdutiva, inútil, ela é muito mais barulhenta, ainda mais com a mídia de hoje. Eu peço encarecidamente a ajuda de vocês para nos ajudar a espalhar essas mensagens, essa ajuda é o oxigênio que nos mantêm vivos, espalhando essas mensagens positivas e produtivas que o Brasil e o mundo tanto precisam hoje. Compartilha com os amigos, marca os amigos, dá sua avaliação, curte, comenta, faz o que você quiser, mas espalha nossas mensagens. Hoje nós estamos com vários canais, não sei se vocês sabem, mas têm as redes sociais Facebook, Instagram, tem o próprio e-mail marketing, tem youtube que são vídeos, para quem gosta de áudio, para escutar quando está dirigindo, fazendo comida, trocando de roupa em casa, nós fizemos nosso Podcast agora e todos esses conteúdos vão estar em áudio lá no Podcast para você escutar enquanto faz outras coisas.

Boa semana pra vocês e um grande abraço!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×